Limpeza de Pele: mitos e verdades. Por que fazer?

Limpeza de Pele: mitos e verdades. Por que fazer?

Limpeza de Pele: mitos e verdades. Por que fazer? ESTETICA
Cravos, espinhas e os famosos miliuns (bolinhas de sebo sob a pele) fazem você estremecer em frente ao espelho? Eles são resultados de impurezas produzidas pelas glândulas sebáceas e que a pele não conseguiu expelir. Para conseguir se livrar deles, só com uma boa faxina no rosto.

Todos os tipos de pele devem passar por processos de limpeza, ou melhor, higienização profunda da pele. A idade ideal para se iniciar a primeira higienização profunda de pele é na puberdade.

Nunca esprema espinhas, pois a inflamação irá piorar. Só um profissional habilitado sabe determinar quais são as lesões que podem ser retiradas, caso contrário, pode gerar cicatrizes.

A frequência da “operação faxina” também depende dos tipos de pele. Quem tem espinhas, precisa do tratamento uma vez por mês. Se sua pele é muito oleosa, a visita pode ser trimestral desde que os cuidados em casa façam parte do seu dia-a-dia. Peles normais pedem limpezas com o mesmo intervalo ou até com um espaço maior.

Leia também: limpeza de pele caseira

Alguns cuidados devem ser tomados para prolongar esse período como:
• Não dormir maquiada. A maquiagem entope os poros, fazendo o rosto encher-se rapidamente de cravos. O uso de demaquilantes é indicado para esses casos mais não dispensa a lavagem com o sabonete.
• Com o sol, a acne apresenta um aspecto melhor, ou seja, ela seca. Mas é ilusório. “Se a pele não estiver devidamente protegida, com filtro solar, o quadro de infecção pode ser agravado, pois aumenta a atividade das glândulas sebáceas”. Essa dica também vale para os banhos quentes.
• O protetor deve ser aplicado 30 minutos antes de sair de casa, reaplicado a cada duas horas ou sempre que houver necessidade. Isso porque o protetor precisa de um tempo para ser absorvido e se você passar quando tiver sob o sol, estará desprotegida por um bom tempo.
• Segundo o dermatologista, existem pessoas consideradas “chocólatras” que nunca tiveram espinhas. O surgimento delas depende da oleosidade da pele de cada um. Não significa que o chocolate faça mal. A pessoa deve notar na dieta alimentar que segue, as alterações na pele e buscar orientação médica. O que o especialista recomenda é que determinados alimentos sejam evitados. Por exemplo: amendoim e carne de porco geram oleosidade na pele, o que pode provocar espinhas. Existem outros fatores que contribuem para o surgimento de espinhas, como o estresse, a falta de atividade física e alimentação inadequada.
• A água não faz mal à pele, porém, o uso excessivo de sabonetes pode retirar a camada de oleosidade necessária para a manutenção da integridade da pele, causando o seu ressecamento, especialmente nos idosos e em cidades com clima seco. Essa retirada também pode estimular a hipersecreção rebote de sebo afinal, nossa pele e super inteligente.
Após a higienização profunda da pele, o aspecto de beleza e saúde só aparecerá após uns dois dias, quando a vermelhidão sede e os locais das extrações cicatrizam. Lembre que nos locais onde aparecem “casquinhas” não se deve arrancar para evitar manchas.

Ao sair da clínica, aguarde 48 horas para a exposição, aplicando, no mínimo, o filtro fator 20 para proteção. A higienização também não deve ser feita em peles bronzeadas, pois as substâncias utilizadas para o procedimento podem causar o aparecimento de manchas que ficam mais evidentes quando o bronzeado some.

Depilação no local da higienização deve ser realizado três dias antes ou três dias após o procedimento. Isso vale para vocês garotos que necessitam se barbear.

Cosméticos que contenham ácidos em sua composição deverão ser evitados nas peles que passaram pelo procedimento pelo menos 36hs apos, pois a sensibilidade é alta. Cremes oleosos também não são indicados, pois podem entupir os poros.

As grávidas que não tenham o hábito de realizar o procedimento devem evitar. Esses métodos podem causar interferência emocional, causando dores ou estresse, sendo prejudicial para a gestante. As que têm, não só podem, como devem fazer com profissionais experientes, pois exigem dermocosméticos específicos para gestantes e não se utiliza produtos com ácidos e nem recursos eletroterápicos. A higienização nesse período contribui para o controle do sebo e previne o aparecimento de acne.

Amigas infelizmente evitar os pontinhos pretos que insistem em marcar seu rosto é praticamente impossível, afinal não dá para frear a oleosidade natural da pele e, menos ainda, encapar o rosto e protegê-lo da poluição os dois fatores que desencadeiam o surgimento dos cravos. O importante é manter a pele limpa, não esquecer-se da manutenção em casa e sempre esta procurando um fisioterapeuta dermatofuncional para colocar a casa em ordem!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *